quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

O TURISMO NA TERCEIRA IDADE

De acordo com a Sondagem do Consumidor —Intenção de viagem, do Ministério do Turismo (Mtur), o desejo de viajar sozinho ou acompanhado subiu de 23,7% para 26,9% no grupo de viajantes com idades acima dos 60 no mês de junho deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo a mesma pesquisa, cresceu a opção por viagem de avião entre os acima de 60 anos, em detrimento do automóvel e do ônibus, e também pela estadia em hotéis e pousadas (67,5%), em vez da hospedagem em casa de parentes e amigos ou em residência própria ou alugada.

Os números indicam, portanto, que o negócio de turismo para a terceira idade é promissor e que a tendência é de crescimento. Atentos à realidade do mercado, os prestadores de serviço têm moldado as suas ofertas ao estilo de vida e às necessidades desses clientes especiais. Há opções de viagens em grupos promovidas por agências de turismo e até a possibilidade de permanecer por vários meses em um país por meio de intercâmbios. E há, claro, as viagens acompanhadas por familiares, com acompanhante ou sozinho. E, para todas as possibilidades, há incentivos tanto das empresas, como governamentais.

O setor tem aprimorado as ofertas, criado incentivos e se profissionalizado para atender às necessidades e cuidados que os mais experientes necessitam. Por outro lado, as facilidades digitais proporcionaram a abertura de um novo mundo para essa população específica. Já não é raro encontrar senhores e senhoras digitando em seus smartphones, com contas em redes sociais e enviando mensagens em aplicativos de comunicação. A troca de informações, por exemplo, é um dos maiores estímulos às viagens. “A tecnologia permitiu mudanças excepcionais nas vidas dos idosos. Evita que fiquem isolados, integrando-os na rotina da sociedade. Hoje, esse segmento da população tem outro perfil, com comportamento diferente”, afirma a professora Aldemita Vaz de Oliveira, ex-coordenadora do grupo de trabalho da Universidade de Brasília (UnB) que estuda a vida do idoso na comunidade.

turismo na terceira idade é um dos grandes destaques do turismo de lazer nos últimos tempos. Nunca viu-se tantas opções de pacotes de viagens feitos específicos para esse pessoal que geralmente viajam em grupos e se divertem tanto quanto os jovens.

Não é a toa que o programa do Ministério do Turismo do governo, chamado de Viaja Mais Melhor Idade, deu descontos em preços e condições especiais de pagamento para as pessoas que tem mais de 60 anos ou é aposentado ou pensionista, e é um dos mais vendidos nas agências de viagens.

Esse programa também ajuda as cidades turísticas a se programarem para receberem turistas o ano todo e não só na alta temporada, visto que geralmente o pessoal da melhor idade viaja nos períodos de baixa ocupação incentivando o turismo do Brasil.

Os pacotes de viagens geralmente envolvem atividades recreativas e culturais para idosos, além de estimular a saúde com atividades físicas e cuidados na alimentação. E quem faz viagem a turismo, independente a idade, sabe que viajar é quase como uma terapia. A pessoa se sente muito melhor quando volta para sua cidade e pode contar as histórias e mostrar as fotos para seus parentes e amigos.

Por isso, se você se encaixa no perfil do projeto, viaje na melhor idade, ou então incentive seus pais, avós, tios, amigos e conhecidos para viajar.


Turismo na terceira idade e o Viaja Mais

Quem pode participar?

Quem tem 60 anos de idade ou mais, aposentados e pensionistas. Acompanhantes também poderão se beneficiar. Cada turista beneficiário poderá estender o seu desconto e/ou vantagem a pelo menos um acompanhante que não tenha esse perfil e dependendo a empresa, poderá haver ofertas que envolvem mais de um acompanhante.

Como participar?

No Portal Viaja Mais Melhor Idade o turista poderá verificar uma lista permanentemente atualizada de descontos e vantagens oferecidos pelas empresas cadastradas. O portal é uma vitrine de ofertas, ele não intermedia nenhuma compra, ficando o cliente livre para negociar com o vendedor da maneira que preferir.

Quais as vantagens?

Os descontos para o turismo na terceira idade são ofertados a partir de 20%. As vantagens são tão variadas quanto as possibilidades existentes, englobando diárias extras, entradas e passeios gratuitos.

Minha opinião sobre o portal Viaja Mais

Ao atualizar o post do Turismo na terceira idade em 2015 com as informações mais recentes, entrei no portal do programa Viaja Mais Melhor Idade e me decepcionei. O portal não é nada intuitivo e deixa dúvidas nos textos explicativos do programa. As empresas parceiras citadas no programa estão lá meramente como uma lista, sem mostrar no portal o benefício oferecido para o turismo na terceira idade! 

Ao invés de facilitar a vida do aposentado e pensionista com um portal de buscas decente e atualizado constantemente, só dificultou a vida do aposentado que é obrigado a entrar no site de cada uma das empresas, mandar e-mail ou ligar para buscar o benefício tão comentado. Confesso que não vi vantagem nenhuma para o aposentado e pensionista! Nem ao menos uma carteirinha para emissão pelo aposentado é oferecida!

Se é para ter um programa desses somente como nome ou status, mas sem oferecer benefício algum, sugiro o governo retirar imediatamente o programa do ar.

Aqui no Vida de Turista tivemos ao longo dos anos a participação de muitas empresas que ofereceram descontos e ofertas muito melhores do que as do Portal Viaja Mais Melhor Idade. Obrigado a você empresa de turismo que deixa seu comentário aqui no blog oferecendo o serviço.

Abaixo separei mais algumas sugestões e alternativas para o turista na terceira idade viajar mais pelo país sem depender do Governo.

Sugestões alternativas para a terceira idade

Você que é da terceira idade, aposentado ou pensionisa, sugiro as seguintes alternativas para viajar mais, viver mais e explorar esse mundo e esse Brasil que é lindo e tem muito a oferecer para você. Segue nossas dicas:

Entrar em um grupo da terceira idade:

Grupos da terceira idade organizam excursões e viajam dentro do possível acompanhados. Os grupos da terceira idade conhecem bem os problemas e dificuldades atuais e são melhor preparados para oferecer viagens que melhor agradarão seus associados.

Fazer pesquisa de mercado

Como não existe uma lista específica para consultar benefícios e descontos aos aposentados e pensionistas, a única maneira de conhecer se existem tais benefícios é com pesquisa de mercado.

Sugiro primeiro escolher o destino turístico que se quer conhecer, pesquisar na internet, em sites como TripAdvisor, referências positivas dos lugares e entrar no site para conhecer o tarifário e depois ligar ou mandar e-mail para pedir desconto ao aposentado e pensionista. Empresas de turismo sérias com certeza oferecerão descontos, principalmente se a viagem for em grupo.

Pedir por passeios específicos

Questionar os estabelecimentos turísticos se existem passeios específicos para o turismo na terceira idade. Não adianta chegar até o local e ver que não existem passeios próprios para a idade. Questionando antes, é possível que haja uma preparação do estabelecimento para recebê-lo e assim melhor atender as suas necessidades.


Outros benefícios para a terceira idade

Nos ônibus rodoviários que fazem viagens interestaduais, os idosos (maiores de 60 anos) e com renda inferior a 2 salários mínimos têm direito a reserva de 2 vagas gratuitas em cada veículo do tipo convencional. O benefício é válido para todos os dias e horários.

Além das 2 vagas gratuitas, as empresas prestadoras do serviço também devem conceder aos idosos com renda inferior a 2 salários mínimos um desconto de 50% no valor da passagem para os demais assentos do veículo do tipo convencional. Para garantir o benefício é necessário entrar em contato com empresa responsável pelo transporte em até 6 horas anteriores ao horário da viagem (para trechos de até 500 km) e 12 horas anteriores ao horário da viagem (para trechos acima de 500 km), verificando a existência de vaga e agendando a viagem.

Por enquanto, não há viagens de avião gratuitas para o turismo na terceira idade. Há um projeto de lei em votação para alterar a Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003, que dispõe sobre o Estatuto do Idosos que propõe a gratuidade do transporte aéreo para cidadãos acima de 65 anos.

É possível acompanhar a situação do PLS – Projeto de Lei do Senado, nº 482 de 2011 pelo Portal de Atividade Legislativa do Senado.




Carteira do idoso

Muitos dos benefícios acima necessitam da carteira do idoso. A Carteira do Idoso é um documento destinado a pessoas com 60 anos ou mais, que tenham renda individual mensal de até dois salários mínimos e que não tenham como comprovar a renda.

Com esse documento, o idoso terá garantido seu direito à gratuidade ou ao desconto de 50% no sistema de transporte coletivo interestadual, em ônibus, trens e barcos, conforme estabelece o Estatuto do Idoso e realizar mais turismo na terceira idade.

Para receber a Carteira, o idoso deve preencher o requerimento na Secretaria de Assistência Social de seu município. Para isso, é preciso levar um documento pessoal com foto, documento dos familiares com foto (caso more com eles) e comprovante de residência. Além disso, é preciso estar inscrito no Cadastro Único para ter acesso a esse benefício.

Finalizando

E você, que é da terceira idade, está com aquele pique para viajar pelo país? Tem dúvidas sobre como fazer as viagens e o turismo na terceira idade? Deixe seu comentário aqui no blog! Vamos fazer desse local um meio para facilitar o encontro de informações e de pessoas desse tema tão bacana e importante para nossos queridos da terceira idade, aposentados e pensionistas.

http://www.vidadeturista.com/artigos/turismo-na-terceira-idade.html


Imprimir Artigos

Print Friendly and PDF