terça-feira, 2 de janeiro de 2018

OS ENCANTOS DE ARAGUATINS E TOCANTINÓPOLIS

Unindo aspectos dos biomas cerrado e Amazônia na vegetação, o município de Araguatins encanta os turistas do Tocantins e de outros estados, como Maranhão e Pará, com as praias de água doce banhadas pelo rio Araguaia. Com uma paisagem única, moradores e turistas se hipnotizam com as águas calmas do rio Araguaia em contraste com o verde da floresta Amazônica. 

O nome da cidade é a combinação dos dois grandes rios Tocantins e Araguaia, que se encontram na região do Bico do Papagaio. Umas das características mais marcantes das praias às margens do Araguaia são suas areias finíssimas e brancas.
A areia é tão fina que emite um som característico em contato com a pele. No Tocantins o pôr do sol costuma ser muito bonito, mas em Araguatins é um verdadeiro espetáculo. Na região, a natureza é vibrante, composta pela densa vegetação e as águas do Rio Araguaia. O resultado é um belo final de tarde que parece sair de uma pintura artística que encanta o observador.

A cidade tem uma das áreas de praias mais distantes da capital do Estado, mas o turista não se arrependerá ao passear pelas calçadas da Avenida Pedro Ludovico, mais conhecida como Beira Rio, sob a sombra das mangueiras, observando a grandeza do rio. Na cidade, os turistas ainda contam com bares, lanchonetes e restaurantes, além de pousadas e hotéis que ficam lotados em praticamente todos os finais de semana do mês de julho e início de agosto.

http://turismo.to.gov.br/regioes-turisticas/bico-do-papagaio/principais-atrativos/araguatins/


Tocantinópolis 


Tocantinópolis tem uma história que envolve missionários religiosos e já alcançou sucesso econômico no século XIX, quando integrava a rota que ligava Goiás e o Norte do país. O babaçu foi um dos primeiros produtos explorados.

As belas paisagens, terra fértil – repleta da palmeira babaçu –, e a visão panorâmica do Rio Tocantins atraíram os primeiros habitantes para Tocantinópolis, por volta do ano de 1818. Era na época do transporte fluvial pelo Rio Tocantins, quando a cidade exportava o babaçu, pele de animais e cereais. O município também abrigou missão jesuíta para catequizar os índios Apinajé, que ainda hoje vivem numa aldeia local.


http://turismo.to.gov.br/regioes-turisticas/bico-do-papagaio/principais-atrativos/tocantinopolis/ 

Imprimir Artigos

Print Friendly and PDF