quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Placas de sinalização de atrativos turísticos


O Código de Transito Brasileiro estabelece diversos tipos e formatos de placas, visando atender diversas necessidades, são as placas de regulamentação, de advertência, identificação e orientação, educativas e auxiliares, placas de obras e de atrativos turísticos. As placas de atrativos turísticos visam bem informar e receber bem os turistas cuja sinalização é vertical e tem por finalidade identificar os locais de interesse, bem como orientar condutores de veículos quanto aos percursos, os destinos, as distâncias, os serviços auxiliares e a educação do usuário.

São muitas as placas: de atrativos turísticos naturais de praia, montanha, ilha, rio, lagoa, cachoeira, atrativos históricos e culturais. Informam sobre as áreas para prática de esportes equestres, automobilísticos, náuticos, de mergulho, voo livre, surfe, canoagem, pesca submarina, pesca esportiva, montanhismo, golfe, aeroclube, futebol, ciclismo. Áreas de recreação como praça, barco de passeio, parque urbano. Locais para atividades, parques de diversões, locais para atividades de interesse turístico e festas populares, zoológico e etc.
O universo é bem amplo e abrange todas as necessidades de divulgação e sinalização de transito, a final, o turismo precisa de muitas informações quando chega em uma cidade pela primeira vez.

A colocação desta sinalização de transito, informativa, caracteriza-se como uma valorização do patrimônio público, de tudo que há na cidade como forma de potencializar as visitações. Muitas delas funcionariam para conduzir nossos visitantes para tais locais.






























Ao que parece, a sinalização está incompleta, na cidade de Marabá, apenas uma parte foi implantada, faltando muita coisa para sua conclusão, afinal, uma cidade com quase 300 mil habitantes e centenária precisa valorizar seus atrativos e informar aos visitantes sobre muitas coisas interessantes para ser visitadas.

Imprimir Artigos

Print Friendly and PDF