sábado, 26 de agosto de 2017

Conceição do Araguaia tem paisagens deslumbrantes

Julho é o mês mais quente do ano. Somado às férias escolares, julho é um convite para cair na estrada e aproveitar as riquezas naturais e culturais que esse Estado oferece.
Para ajudar a escolher seu destino, a Agência Pará preparou uma série de matérias com dicas de lugares para visitar neste verão. A partir de hoje, 1º, até o dia 29 de julho, toda quarta-feira, iremos apresentar para você um destino para curtir o verão. Tem praia, rio, história e muitas belezas. Antes de preparar a mala, dê uma lida nessa matéria e trace seu roteiro. 

O primeiro roteiro está situado na bacia do rio Araguaia, na divisa com o estado do Tocantins: Conceição do Araguaia, um importante município da região turística Araguaia Tocantins. As diversas praias de água doce são muito procuradas por turistas especialmente entre os meses de julho e outubro, quando as águas do rio baixam e surgem os famosos bancos de areia. O lugar é ideal para a prática de camping, seja nas praias do rio Araguaia seja em ilhas que permeiam a região.
Fundada em 1935, seu nome é uma homenagem à padroeira do lugar, Nossa Senhora da Conceição, e ao rio que banha a cidade, o Araguaia, que na língua tupi significa “rio do vale dos papagaios”.
Em 1993, foi transformado em estância turística e atualmente integra a região turística Araguaia Tocantins, delineada pela Secretaria de Estado de Turismo do Pará (Setur-PA), através do Plano Ver-o-Pará.

O que fazer?
Conceição do Araguaia tem paisagens deslumbrantes e várias opções de lazer para quem adora natureza. Confira abaixo algumas opções:

Ilhas

Bode: Ilha totalmente desabitada, localizada em frente à cidade, com extensão aproximada de 1,5 km. Durante o verão, o rio Araguaia diminui o volume d’água, surgindo, entre a ilha e a cidade, largas faixas de areia com extensão de até 200m bastante procuradas por turistas.

Cearense: em frente à praia Alta, possui extensão de até 2 km. Tem águas límpidas onde há peixes, como o tucunaré, boca-larga, pintado e corvina. Fica a 30 minutos de barco da cidade.

Santa Bárbara (antiga ilha Lady Hay): propriedade particular com infra-estrutura para receber turistas. Possui aproximadamente 490.000 m² e lá podem ser avistados papagaios, tatus, cutias, garças e tuiuius. Fica a cerca de 20 minutos de barco da cidade.


Praias

Alta: primitiva, possui areia branca e fina. Não há infraestrutura no local.

Do Caldeirão: nela está instalado o Caldeirão Praia Clube, local bastante frequentado, com boa infraestrutura. Fica a 20 km do Centro.

Gaivotas: praia urbana às margens da cidade. Possui quase 3 km de areia grossa. Durante o verão, principalmente no mês de julho, são realizados eventos esportivos.

Verde: localizada no bairro Tancredo Neves, fica próxima ao Centro. Suas águas têm tonalidade marrom. O acesso é pelo rio, com barcos motorizados. Possui infraestrutura com barracas.

Lago da Moita - possui aproximadamente 6 km de extensão. É coberto por vegetação flutuante que forma galerias com 2m de profundidade (durante o inverno chegam a 10m). É habitado por jacarés, surubins e pirarucus.


Dica: Distante 979 km de Belém, capital do Pará, o lugar também é uma referência para quem gosta de apreciar a boa gastronomia. Tucunaré, peixe típico da região, é o carro chefe entre os pescados. Por abrigar muitas fazendas, a tradição do churrasco é muito forte, mas pratos exóticos, a exemplo do beirarubu (cabeça de vaca cozida na lata com farinha), também são muito requisitados.


Como chegar?
Via terrestre: a partir de Belém, deve-se tomar as rodovias BR-316, BR-222, PA-150 e PA-287.
Via aérea: há vôos diários do aeroporto internacional de Belém e a duração da viagem é de 3h30min.
Mais informações: http://paraturismo.pa.gov.br/
Por Benigna Soares
http://www.agenciapara.com.br/Noticia/114019/beleza-de-conceicao-do-araguaia-e-um-bom-comeco-de-ferias

Imprimir Artigos

Print Friendly and PDF